DISPENSE A EMBALAGEM, SEJA PRESENTE. VIVA O NATAL!

Ao apreciar o cenário encantador desta época, não deixe passar despercebida aquela beleza oculta, escondida por trás de todas as convencionalidades que insistimos em estabelecer. É óbvio que as decorações são deslumbrantes, as atrações são mágicas e merecem, sim, ser apreciadas. Mas o valor sentimental desse momento é inestimável e não pode ser mediocrizado. 

A ceia e o panetone não devem ser mais saborosos do que o beijo de quem se ama. As canções natalinas não são capazes de substituir as palavras de perdão e gratidão que não foram ditas. Um abraço não deve ser interrompido com o vago argumento de "não sujar ou amarrotar a roupa de gala". E uma taça de champanhe jamais será tão glamourosa quanto um humilde desenho de quem te acha um rei ou uma rainha. 

Claro que você pode por sua melhor roupa e caprichar no visual, só tenha certeza que não há nada pesando em sua consciência e prejudicando sua beleza interior. Pode dar uma joia para sua mãe tranquilamente, mas não esqueça de demonstrar, com gestos de carinho e atenção, o quanto ela é valiosa na sua vida. Pode com certeza dar um brinquedo para o seu filho, mas faça questão de brincar com ele e fazer parte desse empolgante e inesquecível momento de estreia.

E para o amor da sua vida, você poderia dessa vez tentar fugir do convencional, não é mesmo? Saia da aba do ursinho e do chocolate. Demonstre que presta atenção suficiente para descobrir o que, de fato, faria essa pessoa feliz. Escolha algo que só vocês entenderão o significado. Fortaleça esse elo, supere as expectativas e surpreenda! Acredite, vale a pena. Você também se surpreenderá com os resultados obtidos. 

Então permita-se ir um pouquinho mais além nesse momento de comemoração. Lembre-se de levar em conta os verdadeiros motivos que você tem para celebrar. E viva-os intensamente. Desvie um pouco dessa camada superficial de tradição e estética e descubra os encantos reais e exclusivos que existem na sua família, nos seus amigos e na sua própria personalidade.